Buscar
  • cynthia pinheiro

O que Sexy and the City nos ensina sobre moda e etarismo

Atualizado: 10 de dez. de 2021

Faltam apenas 2 dias para a estréia da série mais esperada do ano.

Sex and the City, é a série queridinha das fashionistas, pois sempre ditou moda.

Quem nunca quis ter o closet da Carrie Bradshaw, interpretada por Sara Jéssica Park, com seu estilo criativo e moderno, seus looks eram uma inspiração.

O fato é que essa temporada promete e já vem recheada de polêmicas, primeiro pela ausência da Samantha Jones, interpretada pela atriz Kim Cattrall.

Samanta era divertida e esbanjava empoderamento com seus looks mais sexys, sem dúvida irá fazer falta na série.

Mas para mim, o ponto crucial da série se dá no momento em que esse retorno vem justamente com a maturidade das atrizes e que vai permear as narrativas das personagens. Elas ressurgem agora com 50 anos, plenas e na melhor fase.

Recentemente SJP, deu uma entrevista para a Vogue e tocou num ponto importante, a dualidade que as mulheres enfrentam: “envelhecer naturalmente e demonstrar os sinais de idade é algo mal visto, mas procedimentos estéticos para parecer mais jovem, também são alvos de críticas”

Sara foi alvo de comentários etaristas, sua aparência madura com cabelos brancos à mostra, rugas e marcas de expressão foi duramente criticada.

Mas ela segue firme, mostrando que podemos amadurecer da maneira que quisermos, sem perder o estilo, envelhecer é um processo natural de quem está vivo e não significa que por conta disso, vamos perder o glamour e o hype.

Não cabemos em caixas com rótulos do que é certo ou errado para uma mulher madura, não é verdade?


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo